O Mixador Guy Wenger sentado atrais da mesa Neve VR

Nossos raízes e valores

A última sessão

Estava ficando tarde. Eu estava mixando uma sessão de música em um estúdio fantástico. O relógio branco do estúdio mostrava 23:30 e faltava meia hora para o final da sessão.

Nós tínhamos gravado dez músicas e elas estavam soando ótimas. No entanto, a performance vocal em três músicas não era boa. O produtor passou tanto tempo nas guitarras que sobrou pouco tempo para os vocais. A cantora tinha lágrimas escorrendo pelo rosto porque o produtor a forçou a cantar em seu estilo, não no dela.

Fizemos as mixagens com pressa e, sem surpresa, ficamos infelizes com os resultados. Se a performance não for boa, você não poderá corrigi-la no mixagem. Uma sensação de melancolia pairava sobre o estúdio. A sessão terminou. Não havia mais dinheiro disponível.

Eu odiava não conseguir bons resultados por conseqüência de falta de dinheiro. Por isso resolvi me tornar um produtor, alem de engenheiro, e montar meu próprio estúdio para gravar e mixar. Queria ter minha própria produtora de áudio.

O custo do analógico

Nós estávamos gravando em fita de duas polegadas Ampex 456 Grand Master. Cada rolo custava cerca de US $ 300 e cabia três músicas. O gravador de vinte e quatro faixas, um Otari MTR90, custava quase o mesmo que um pequeno apartamento! Era o ano  1994. Os estúdios de gravação estavam prestes a serem virados de cabeça para baixo.

A oferta da revolução digital

Em 1992, a Alesis lançou o gravador modular de oito pistas Adat. Você poderia encadear Adats juntos para fazer um gravador de 32 pistas se você quisesse e cada Adat custava cerca de US $ 3995. Assim, um gravador de 24 pistas custaria cerca de US $ 14.000, incluindo o controle remoto da Alesis BRC. Muito menos do que o custo de um Otari MTR90!

A outra grande mudança veio com a chegada da mesa de mixagem digital Yamaha Promix 01 em 1994. Este era um mixer programável com operação semelhante a analógica. A qualidade do som rivalizava ou excedia a das mesas de mixagem analógicas comparáveis.

Meu plano

Então eu poderia usar gravadores Adat, o Yamaha Promix 01 e automatizar o mixagem usando um dos meus Atari 1040STs. Eu poderia alcançar uma qualidade que, comparada aos estúdios analógicos maiores, custaria uma fração do preço e passaria a economia para os meus clientes. Por fim, poderíamos usar mais tempo no estúdio para obter melhores resultados e meus clientes economizariam dinheiro. Aliás, havia outro bônus, o sistema Adat era portátil e podíamos gravar onde quiséssemos.

O próximo passo

Então, eu sabia o que eu queria, só precisava do dinheiro. Felizmente consegui um empréstimo do banco e um empréstimo do meu sogro. Assim que comecei a converter um dos quartos do nosso apartamento em Barcelona em um estúdio. Ainda que tinha uma acústica ruim, foi um começo e consegui bons resultados. Era o ano 1995. Posteriormente, construí outro estúdio melhor em Barcelona.

Avanço rápido para Florianópolis

Uma mudança em 2011 para o Brasil gerou um novo estúdio projetado para mixagem para cinema e tv. Demorou um ano para ser construído e foi executado com os mais altos padrões de qualidade. Por fim eu tinha uma ótima acústica e uma grande tela de projeção!

Por que eu faço isso?

Acima de tudo, eu adoro trabalhar com som e quero fazer trabalhos dos quais eu me orgulho. Além disso, eu quero criar o extraordinário e fazer parte de algo especial.

Se você tem um projeto e quer conseguir grandes resultados, entre em contato. Gostaria ajudá-lo a contar sua historia da melhor maneira possível. Porque o seu sucesso é o meu sucesso!

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *